Votação em dez Estados tem 422 delegados em jogo, mas não deve indicar quem será o candidato que disputará com Obama em novembro

Ann Romney, mulher do candidato presidencial republicano Mitt Romney, ri com ele durante comício em Youngstown, Ohio (05/03). Ex-governador de Massachusetts é o favorito
AP
Ann Romney, mulher do candidato presidencial republicano Mitt Romney, ri com ele durante comício em Youngstown, Ohio (05/03). Ex-governador de Massachusetts é o favorito
Dez Estados americanos comparecem às urnas nesta terça-feira para participar do processo que definirá quem será o candidato do Partido Republicano nas eleições presidenciais de novembro.

Como tem 422 delegados em jogo - enquanto as prévias realizadas até agora definiram 355 -, a votação no mesmo dia no Alasca, Dakota do Norte, Geórgia, Idaho, Massachusetts, Ohio, Oklahoma, Tennessee, Vermont e Virgínia ficou conhecida nos EUA como Superterça. Mas, apesar de seu tamanho e do fato de a pré-eleição entrar no seu terceiro mês, analistas políticos afirmam que a Superterça deve diminuir o número de candidatos , mas dificilmente definirá o vencedor.

Infográfico: Quem são os principais pré-candidatos republicanos?

iG explica: Entenda como funcionam as eleições americanas

“O máximo de definição que conseguiremos ter depois de terça será ver um ou dois candidatos desistindo da corrida eleitoral. E mesmo isso só acontecerá se um dos quatro pré-candidatos ganhar de forma indiscutível em pelo menos cinco Estados”, disse Justin Phillips, da Universidade de Columbia.

O analista político Doug Schoen concorda. “Prevejo que (o ex-governador de Massachusetts) Mitt Romney será o grande vencedor da Superterça, mas a corrida pela nomeação vai estar longe de terminada”, afirmou.

O cenário mais radical prevê o fim da campanha do ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich, mesmo que ele vença no seu Estado, a Geórgia, e talvez também para o deputado Ron Paul. “Mas esse cenário não é tão simples de se concretizar porque os delegados de cada Estado são divididos entre os vencedores, e ficar em segundo lugar com uma diferença pequena é quase como empatar na divisão final de delegados”, explicou Phillips.

Caso vença na Geórgia, no Tennessee e, principalmente, em Ohio - que carrega um simbolismo importante pelo fato de nenhum republicano jamais ter sido eleito presidente sem ter vencido neste Estado -, Romney se consolida fortemente à frente na corrida. Por outro lado, se os resultados não forem tão evidentes, e o ex-senador Rick Santorum ganhar ou empatar em Estados importantes, pode provar que é efetivamente uma opção anti-Romney.

“Surpresas serão possíveis, principalmente se Santorum ganhar a maioria dos Estados, mas o fundamental nesta terça será observar o fôlego de Gingrich e Paul, que, se continuarem onde estão, terão de deixar a pré-eleição em breve”, avaliou Schoen.

Até a sexta-feira, a Superterça havia custado pouco mais de US$ 5 milhões aos quatro candidatos em publicidades específicas para cada Estado. Depois desta semana, os próximos Estados que votarão são: Kansas, Wyoming, Alabama, Hawaí, Mississippi, Missouri, Illinois e Louisiana.

Eleitor entra em colégio eleitoral em Cambrigde, Massachusetts, durante a Superterça
AFP
Eleitor entra em colégio eleitoral em Cambrigde, Massachusetts, durante a Superterça

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.