Supermercado é saqueado e incendiado em Concepción, no Chile

Dezenas de moradores de Concepción, uma das cidades mais afetadas pelo terremoto que afetou o Chile no sábado, saquearam e incendiaram um supermercado e um centro de abastecimento na tarde desta segunda-feira.

AFP |


Chilenas choram ao ver supermercado incendiado/AP


Moradores chegaram ao supermercado para tentar levar o que ainda restava em seu interior. Ao serem impedidos pela polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo, eles atearam fogo no local.

Parte do edifício pegou fogo e o teto desabou, ferindo um voluntário dos bombeiros. Nas imediações, pessoas passavam com sacolas e carrinhos do supermercado, procurando comida.

As autoridades decretaram o toque de recolher na noite de domingo na região de Concepcíon, segunda maior cidade do Chile, a 400 km de Santiago. Concepcíon, com cerca de 500 mil habitantes, fica na área mas afetada pelo tremor, de magnitude 8,8.

Ajuda

A ONU afirmou nesta segunda-feira que a ajuda deve ser enviada rapidamente ao país após o apelo internacional feito pela presidente Michelle Bachelet.

AP
Bombeiros controlam fogo em supermercado incendiado

Bombeiros controlam fogo em supermercado incendiado

A Argentina anunciou o envio de seis aviões levando um hospital de campanha, 55 médicos e estações portáteis de purificação de água.

O Brasil deve ajudar o Chile enviando um hospital de campanha da Marinha e equipes de busca e salvamento, mobilizadas pela Secretaria Nacional da Defesa Civil. "Data, local de embarque e área de destino serão definidos após contatos com o Governo Chileno", afirmou uma nota do governo brasileiro.

O embaixador do Chile no Brasil, Álvaro Días Pérez, afirmou que "não é necessário comida nem água em garrafa. O que precisamos é de hospitais de campanha, profissionais de saúde, apoio para o sistema de geração de energia e estruturas para [montar] pontes modulares."

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, anunciou que levará equipamentos de comunicação em seu avião quando chegar ao Chile nesta terça-feira, para uma visita que já estava prevista antes do sismo.

Clinton disse também que os Estados Unidos vão disponibilizar equipes de resgate para envio ao Chile e que outras necessidades do país devem ser discutidas durante sua visita.

Com AFP e BBC

Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: chileterremoto no chile

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG