Superlotação faz Suprema Corte ordenar libertação de presos na Califórnia

Atualmente há 148 mil detentos alojados em 33 prisões projetadas para abrigar 88 mil

AFP |

AP
Foto sem data divulgada pelo Departamento Correcional da Califórnia mostra detentos na lotada Prisão do Estado da Califórnia, Los Angeles
A Suprema Corte dos Estados Unidos ordenou nesta segunda-feira ao Estado da Califórnia, no oeste dos EUA, a libertação de milhares de prisioneiros para tentar amenizar o problema crônico da superlotação de suas penitenciárias.

"O limite da população carcerária estabelecido pela corte é necessário para remediar a violação dos direitos constitucionais dos prisioneiros", disse a máxima instância judicial americana, em uma sentença aprovada por 5 votos a 4.

"Por causa do não cumprimento (das normas) nas novas construções, o Estado terá de libertar um certo número de prisioneiros antes de cumprida a totalidade de sua sentença", determina o veredicto.

Os problemas de liquidez da Califórnia causaram há alguns anos uma situação de superlotação de suas prisões.

Atualmente, há 148 mil detentos, alojados em 33 prisões projetadas para abrigar 88 mil pessoas, segundo dados do Estado. A resolução da Suprema Corte delega ao Estado a função de escolher os meios para reduzir a superlotação.

    Leia tudo sobre: euaprisãosuprema cortecalifórnia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG