Superávit fiscal primário cai 60% na Argentina

O superávit fiscal primário na Argentina foi de 895,6 milhões de pesos (242 milhões de dólares) em março passado, o que representa uma queda de 60% em relação ao mesmo mês de 2008, informou nesta segunda-feira o ministério da Economia.

AFP |

Apesar da forte redução, o secretário da Fazenda, Juan Carlos Pezoa, destacou que "desde 2003 o governo mantém posições superavitárias", e rejeitou que a economia esteja em retrocesso, como afirmam alguns analistas.

Pezoa admitiu que a economia argentina é afetada pela contração do mercado internacional devido à crise mundial, mas destacou que as contas do Estado seguem equilibradas porque "se mantém o consumo interno".

As contas do Estado registraram em 2008 um saldo de 32,528 bilhões de pesos (9,293 bilhões de dólares), o que representa 3,15% do Produto Interno Bruto (PIB).

O governo prevê para 2009 um superávit fiscal primário de 3,27% do PIB.

jos/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG