Um sul-africano vai se casar com quatro mulheres em uma cerimônia de dois dias que começará neste domingo. O empresário Milton Mbele, de 44 anos, de etnia zulu, afirma que todas as mulheres - que tem entre 22 e 35 anos - estão apaixonadas por ele.

A cerimônia acontecerá na vila de Ntlane, na província de KwaZulu-Natal, no leste da África do Sul. A poligamia é comum e permitida em partes da província, mas apenas a primeira esposa é reconhecida legalmente.

O presidente sul-africano, Jacob Zuma, está entre os zulus famosos casados com mais de uma mulher. Ele tem três esposas.

As quatro mulheres do empresário Milton Mbele - Thobile Vilakazi, Zenele Langa, Baqunisile Mdlolo e Smangele Cele - se conhecem.

No total, pelas quatro mulheres, ele pagou 33 vacas em "ilobolo" - palavra que designa a quantia desembolsada por noivas.

Segundo o jornal sul-africano Sowetan, ele pagou 10 vacas por Thobile, sete por Zenele e oito pelas outras duas noivas.

"Não existe nada de incomum no nosso casamento. Nós concordamos em casar com ele ao mesmo tempo porque o amamos", disse Smangele Cele ao jornal. "Não interessa se temos certidões de casamento ou não, o que importa é que ele nos ama."

A cerimônia começará com um evento tradicional no domingo e depois com a troca de votos em uma igreja.

"Casar com muitas esposas é parte da nossa cultura", disse Mbele. "O que é diferente é casar com elas ao mesmo tempo. Eu estou fazendo isso porque amo todas essas mulheres."

Mbele seria proprietário de 100 vacas e 250 cabras, um rebanho que é considerado um sinal de riqueza nas comunidades tradicionais zulu.

Segundo o correspondente da BBC em Johanesburgo, Pumza Fihlani, a primeira esposa é vista como a principal líder entre as mulheres. Em geral, ela tem mais autoridade e participa da escolha de futuras esposas, caso o homem queira se casar com outras mulheres.

Leia mais sobre poligamia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.