Sul-africana é seqüestrada com 2 filhos no Iêmen

Sana, 3 jan (EFE).- Uma turista sul-africana e seus dois filhos foram seqüestrados na noite de sábado no Iêmen por membros de uma tribo do sul do país que visa à libertação de um de seus integrantes, disseram hoje à Agência Efe fontes policiais.

EFE |

Segundo informações, o seqüestro aconteceu na província de Abyen e os seqüestradores pertencem à tribo Maraquisha.

O veículo com o qual os sul-africanos se locomoviam foi interceptado em uma estrada que liga a província de Hadramount (sudeste) com a cidade portuária de Áden, a capital comercial do país.

"Os membros da tribo obrigaram o motorista do carro a se dirigir a uma área montanhosa a cerca de 160 quilômetros de Áden", disseram as fontes.

As autoridades decidiram reforçar a segurança na região com o intuito de cercar a área onde, segundo suspeitas, se encontram os seqüestradores.

O rapto acontece duas semanas depois que três alemães terem sido seqüestrados no país também para pressionar a libertação de membros de uma tribo. EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG