Sul da África inicia plano de resposta à gripe suína

Johanesburgo, 30 abr (EFE).- A Comunidade para o Desenvolvimento da África Meridional (SADC) iniciou um plano de resposta para enfrentar a propagação da gripe suína, segundo disse hoje a ministra da Saúde sul-africana, Barbara Hogan.

EFE |

Segundo Hogan disse à rádio pública "SABC", os ministros da Saúde dos 15 países da SADC se reuniram hoje e, entre outras coisas, acordaram fornecer remédios antivirais aos centros da comunidade, para o que formaram um comitê técnico encarregado de por o plano em prática.

Hogan disse que contará com a ajuda da Organização Mundial da Saúde (OMS) para fornecer remédios a toda a região. "Por sorte ou infelizmente, temos uma grande experiência em epidemias", afirmou, em referência ao surto de cólera que causou milhares de mortes no Zimbábue recentemente e que afetou outros países da região.

A ministra lembrou que houve dois casos suspeitos de gripe suína de duas mulheres que tinham viajado ao México na África do Sul, mas que nenhum deles se confirmou. Segundo ela, as equipes de resposta estão ativadas no país desde o fim de semana passado.

"Não há motivo para pânico", ressaltou a ministra, que recomendou que se faça apenas viagens necessárias ao México. EFE cho/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG