Por Johan Ahlander ESTOCOLMO (Reuters) - A polícia sueca prendeu dois homens suspeitos de planejar a sabotagem de uma usina nuclear nesta quarta-feira, depois que um deles foi descoberto entrando no lugar com pequenas quantidades de um material altamente explosivo.

'Dois homens que foram levados para serem interrogados nesta manhã estão detidos com a suspeita de terem preparado uma sabotagem', disse o porta-voz da polícia do condado de Kalmar, Sven-Erik Karlsson.

A polícia foi alertada pouco antes das 8h da manhã pela usina nuclear de Oskarshamn, na costa sudeste da Suécia.

Inicialmente, a polícia havia dito apensas que interrogava um homem.

'A usina disse que um soldador que iria fazer um trabalho lá havia sido parado em uma checagem padrão de segurança. Ele carregava pequenas quantidades do material altamente explosivo TATP', disse Karlsson.

TATP, ou triperóxido de triacetona, é extremamente instável, especialmente quando aquecido, submetido à fricção ou choque.

O composto pode ser preparado em laboratórios caseiros com a utilização de produtos químicos de uso doméstico. A substância já foi usada por homens-bomba em Israel e por Richard Reid, que em um vôo transatlântico entre a França e os Estados Unidos tentou sem sucesso explodir o avião com o material explosivo escondido em seu sapato.

A polícia não tratou inicialmente os homens como criminosos suspeitos.

'Eles só estavam sendo interrogados para obter informação', disse Karlsson.

O porta-voz ainda disse que ambos eram funcionários contratados e um deles já era conhecido pela polícia. Ele não tinha outros detalhes além do ano em que os dois nasceram: 1955 e 1962.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.