A Suécia acaba de abrir o que está sendo chamado de o maior parque de ursos polares do mundo, em uma área total de 41 mil metros quadrados - equivalente a seis campos de futebol. Situado em Orsa, na região de Dalarna (centro da Suécia), o Polar World começa a receber seus primeiros habitantes, e já está aberto à visitação pública.

O parque funcionará como um centro europeu de reprodução de ursos polares, e também como um polo de informação ao público sobre os animais e a ameaça imposta à espécie pelas mudanças no clima global.

"Esta é sem dúvida a maior e mais bem planejada reserva de ursos polares já criada", disse à BBC Brasil o diretor da reserva, Torbjörn Wallin.

O Polar World recriou da melhor forma possível o habitat natural da espécie: águas profundas, cavernas para hibernação, áreas de pesca para os ursos e até equipamentos para produção de neve artificial durante os períodos mais quentes.

"Ouvimos os maiores especialistas internacionais e fizemos uma lista do que seria necessário para criar a reserva de ursos polares de seus sonhos. O resultado final é o Polar World", observou o diretor do parque.

O primeiro casal de ursos polares do parque, Wilbär e Ewa, chegou há poucos dias. Wilbär foi transferido do zoológico de Stuttgart, na Alemanha, e ao chegar foi apresentado a Ewa, que veio do zoo de Roterdã, na Holanda. Os dois vão viver agora em um clima mais frio, com longos invernos e neve abundante.

"Ewa é uma moça decidida de três anos de idade, e Wilbär é mais jovem e curioso. Torcemos agora para que cupido entre em ação, e esperamos poder ter em breve pequenos filhotes de ursos polares na reserva para mostrar ao mundo", disse Torbjörn Wallin.

O Polar World foi criado como uma extensão do parque Orsa Björnpark, que já abriga diversas outras espécies de ursos.

O parque oferece aos visitantes várias exposições, um anfiteatro e centros de informação e educação sobre os ursos polares, as regiões polares e os efeitos das mudanças climáticas sobre a espécie.

O diretor da reserva ressalta, porém, que o objetivo do Polar World não é receber uma grande quantidade de ursos polares.

"O foco central é o programa de reprodução", disse ele. "E o mais importante para nós é dar aos ursos as melhores condições para que tenham uma existência de qualidade, com o maior espaço possível" , acrescentou.

Os ursos polares são considerados uma espécie ameaçada, em consequência do impacto provocado pelas mudanças climáticas em seu habitat natural nas regiões polares.

Embora a população total de ursos polares seja estimada atualmente entre 20 e 25 mil animais, o Fundo Mundial para Conservação da Natureza (WWF) ressalta que o futuro da espécie é incerto, em virtude das evidências de que seu habitat está sendo afetado.

Segundo os cientistas, o gelo continua a derreter nas regiões polares, e o habitat dos animais deverá continuar a sofrer o impacto das mudanças climáticas durante as próximas décadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.