Suécia congela relações militares com a Rússia

A Suécia anunciou nesta segunda-feira o congelamento até nova ordem de suas relações militares com a Rússia, para expressar seu desacordo com a intervenção de Moscou na Geórgia.

AFP |

"Diante da situação de crise atual, o governo considera que, para a Suécia, estão paralisados, até nova ordem, os exercícios militares conjuntos com a Rússia ou as visitas de intercâmbio entre unidades", declarou em comunicado o primeiro-ministro sueco, o conservador Fredrik Reinfeldt.

"Uma visita da marinha sueca, que estava prevista para setembro num porto russo, foi cancelada", destacou.

Consultado pela AFP, Niclas Bengtsson, porta-voz do primeiro-ministro, acrescentou que haviam outras visitas previstas, sem citar números.

Em seu comunicado, o governo sueco disse que as tropas russas devem encerrar esta ação, que está desestabilizando a Geórgia.

"A incursão russa na Geórgia é inaceitável, e pressupõe uma violação do direito internacional", afirmou o comunicado.

Semana passada, Canadá, EUA e Grã-Bretanha anularam separadamente exercícios militares conjuntos com a Rússia para denunciar as operações militares na Geórgia.

A Geórgia lançou, em 8 de agosto, uma ofensiva militar em sua região separatista pró-russa da Ossétia do Sul, à qual Moscou respondeu enviando ao território georgiano seus tanques e aviões para defender os cidadãos russos desse país, onde muitos possuem passaportes russos.

Apesar da assinatura de um acordo de cessar-fogo, a Rússia mantém suas tropas na Geórgia.

Dt/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG