Suécia aprova casamento gay

ESTOCOLMO (Reuters) - A Suécia permitirá que os homossexuais se casem formalmente a partir de maio, graças a um projeto aprovado por ampla maioria na quarta-feira pelo Parlamento. Atualmente, a Suécia reconhece as uniões civis homossexuais, mas não o casamento formal. A lei estabelece que a mudança entra em vigor em 1o de maio.

Reuters |

Os países escandinavos, conhecidos por suas atitudes liberais em relação à homossexualidade, estiveram entre os primeiros países da Europa a reconhecer a parceiros do mesmo sexo direitos iguais aos de casais heterossexuais casados.

A Suécia reconhece a união civil de homossexuais desde meados da década de 1990, e desde 2002 permite que esses casais adotem filhos.

A lei foi aprovada por 261 votos a favor e 22 contra.

"A decisão significa que o gênero não tem mais impacto sobre a possibilidade de casar, e que a lei sobre a parceria registrada (união civil) está revogada", disse o governo em seu site.

O Partido Democrata Cristão, parte da coalizão governista de quatro partidos, não deu apoio à medida.

(Reportagem de Mia Shanley)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG