Sudão denuncia que aviões chadianos bombardearam áreas em Darfur

Cartum, 2 abr (EFE) - O Governo do Sudão denunciou que aviões do Chade violaram hoje o espaço aéreo sudanês e bombardearam áreas localizadas na região de Darfur, no oeste do país.

EFE |

A denúncia foi feita pelo porta-voz oficial do Ministério de Assuntos Exteriores sudanês, Ali al-Sadeq, em declarações à Agência Efe.

O responsável sudanês advertiu de que seu Governo "se reserva o direito de responder (esta agressão) no momento e local que considerar oportunos".

Sadeq especificou que um helicóptero do Chade bombardeou hoje de manhã uma região próxima a Darfur e que tropas desse país lançaram de seu território um foguete contra posições sudanesas depois de 12h de hoje nessa mesma área.

Além disso, lembrou que um avião Mirage chadiano sobrevoou na terça-feira a área sudanesa de Baida.

"As Forças Armadas sudanesas permanecerão alertas para responder este tipo de agressões e provocações", ressaltou o porta-voz.

A autoridade sudanesa indicou que os ataques ocorreram depois que os presidentes do Sudão, Omar al-Bashir, e do Chade, Idriss Déby, assinaram em Dacar (Senegal) em 13 de março um acordo para colocar fim ao conflito entre ambos os Estados vizinhos.

O tratado foi patrocinado pela Organização da Conferência Islâmica.

Na terça-feira, Cartum negou as acusações feitas por N'djamena de que o Governo sudanês ajudou na terça-feira um grupo de rebeldes chadianos a lançar um ataque contra uma localidade chadiana, localizada perto da fronteira comum.

Sudão e Chade assinaram anteriormente vários acordos de paz que não conseguiram estabelecer a paz entre ambos os Estados. EFE az/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG