Cartum, 13 mai (EFE).- O Ministério de Assuntos Exteriores sudanês deu hoje o prazo de uma semana aos membros da Embaixada do Chade em Cartum para que saiam do país, dois dias depois de o Sudão anunciar o fim de relações com seu vizinho Chade.

Segundo fontes ministeriais, o ministro de Exteriores sudanês chamou hoje a consultas o encarregado de negócios chadiano, para informá-lo sobre a decisão tomada pelo Governo de suspender as relações com o Chade, após acusá-lo de estar por trás de um ataque armado contra Cartum Além disso, pediu ao representante chadiano que o Governo de seu país facilite aos diplomatas sudaneses em N'djamena o fechamento dessa missão diplomática. EFE az/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.