O presidente sudanês, Omar el Bechir, fez um alerta neste domingo às ONGs, ao corpo diplomático e às forças da ONU presentes no Sudão, afirmando que serão explusos caso não respeitem a legislação do país, durante um discurso em El Facher, na região oeste de Darfur.

"Tenho um recado para todas as missões diplomáticas presentes no Sudão, às organizações não governamentais e aos capacetes azuis. Devem respeitar as leis locais, senão serão expulsos imediatamente", declarou o presidente sudanês.

Bechir foi neste domingo a El Facher, capital histórica de Darfur, quatro dias após a emissão de uma ordem de prisão pela Corte Penal Internacional (CPI) contra ele, por crimes de guerra e contra a humanidade na província sudanesa.

Os países ocidentais "nos disseram que, se permitíssemos que as ONGs continuem com o seu trabalho, a decisão da CPI seria suspensa, mas nós recusamos isso", acrescentou Bechir, falando para milhares de pessoas.

Depois do anúncio da CPI, Bechir expulsou 13 das ONGs mais importantes presentes em Darfur.

str-gl/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.