Substituto de Obama admite que ajudou Governador por vaga no Senado

WASHINGTON - O senador democrata Roland Burris reconheceu que tentou arrecadar fundos para o então governador de Illinois, Rod Blagojevich, destituído no mês passado, enquanto aspirava ao posto que Barack Obama deixou vago ao ganhar a presidência dos Estados Unidos.

EFE |

A legislatura estadual denunciou Burris à procuradoria de Illinois, mas a hierarquia democrata no Senado ainda não se pronunciou sobre o caso.

O senador democrata não revelou seus contatos com fontes próximas a Blagojevich durante seu testemunho sob juramento em 8 de janeiro à legislatura estadual que iniciou o julgamento político contra o então governador.

Agora, a procuradoria terá que revisar todas as declarações feitas por Burris e determinar a origem de suas aparentes contradições.

"Nosso escritório está avaliando este assunto", disse em uma declaração escrita o procurador estadual do condado Sangamon, John Schmidt.

Blagojevich foi acusado de tentar "vender" ao melhor postulante à vaga deixada por Obama. Agora, a revelação de que Burris teve contato com pessoas próximas a Blagojevich só alimenta as exigências de líderes políticos, principalmente republicanos, que pedem uma investigação a fundo do caso para determinar se ele cometeu perjúrio (mentira sob juramento).

A procurador-geral de Illinois, Lisa Madigan, disse que esta é uma revelação "particularmente frustrante" e pediu às autoridades do condado de Sangamon que examinem o caso "em nome da verdade, da integridade e da transparência".

Leia mais sobre Roland Burris

    Leia tudo sobre: roland burris

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG