Substâncias usadas na pintura prejudicam fertilidade masculina

Londres, 24 mai (EFE).- Uma substância química utilizada normalmente na fabricação de pinturas com base de água prejudica a fertilidade masculina, segundo um estudo das universidades inglesas de Manchester e Sheffield.

EFE |

Os pintores ou decoradores que trabalham regularmente com solventes a base de éteres de glicol têm 2,5 vezes mais probabilidades de ter um número baixo de espermatozóides do que os homens que têm outras profissões, segundo o estudo, publicado na revista "Occupational Environmental Medicine".

Os cientistas estudaram os locais de trabalho de 2.118 homens inscritos em 14 clínicas de fertilidade, e chegaram à conclusão de que o trabalho diário com esses solventes reduz a contagem de espermatozóides.

"Os éteres de glicol continuam representado um perigo no local de trabalho, por isso convém tomar medidas para seu controle", afirmaram os autores do estudo. EFE jr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG