Subsolo de Marte pode ter condições para surgimento de vida, diz cientista

Moscou, 5 jan (EFE).- No subsolo de Marte pode haver condições para o surgimento de formas de vida, afirmou o subdiretor do Instituto de Pesquisas Espaciais da Academia de Ciências da Rússia, Oleg Korablev, para a agência Interfax.

EFE |

"A superfície do planeta vermelho é pouco apta para a vida, mas no subsolo, à pequena profundidade, as condições para que esta exista podem ser completamente aceitáveis", declarou o cientista, que destacou a importância da missão da sonda "ExoMars" para Marte, que está sendo preparada pela Agência Espacial Européia (ESA, na sigla em inglês).

Em Marte "há um pouco de ozônio, mas a grossura da atmosfera é tão pequena que a radiação solar ultravioleta chega à superfície do planeta quase com toda sua força e, literalmente, a esteriliza", declarou.

Korablev afirmou que em Marte "é necessário cavar, e não apenas cavar um pouco, como fizeram a sonda americana, mas perfurar o solo", missão que a "ExoMars" pode cumprir com sucesso.

Afirmou que o aparelho preparado pela ESA - que se cumprir o calendário previsto poderia partir da Terra com destino a Marte em 2013 - tem uma perfuradora que pode alcançar dois metros de profundidade.

O cientista russo acrescentou que as mostras do subsolo marciano serão examinadas com ajuda de microscópios e, depois, serão queimadas para analisar os gases que forem gerados de sua combustão.

"Trata-se de uma análise voltada à busca de produtos biológicos e plantas de vida biológica", declarou Korablev, que expressou sua confiança de que Rússia terá uma participação ativa na experiência da ESA. EFE bsi/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG