LONDRES - A subprefeitura do bairro de Hackney, no leste de Londres, pintou por engano sobre um painel de grafite feito pelo artista gráfico britânico Banksy. A imagem representava a família real inglesa de forma caricaturada e havia sido pintada em 2003, com o consentimento da proprietária do prédio, para o lançamento de um single da banda Blur.

Nesta sexta-feira, funcionários da subprefeitura passaram uma camada de tinta preta sobre a obra do artista. A proprietária, Sofie Attrill, só percebeu que o painel estava sendo pintado quando os funcionários já haviam coberto boa parte do mural. Em lágrimas, ela pediu que eles parassem.

"Eu caí no choro, mas uma multidão se reuniu ao meu lado e conseguimos fazer com que eles parassem antes de o painel ser destruído completamente", disse Attrill.

Segundo ela, o painel foi pintado para que pudesse ser fotografado para o lançamento da música Crazy Bits, da banda Blur. Desde então, o mural tem atraído turistas de todo o mundo e se tornou uma espécie de ponto turístico no bairro.

O artista

Banksy, cuja identidade nunca foi revelada oficialmente, é conhecido por seus desenhos de conotação política em edifícios públicos da capital britânica e em outras partes do mundo.

No ano passado, um grafite pintado pelo artista do lado de fora da parede de um prédio em Londres foi vendido pelo equivalente a US$408 mil em um leilão no site eBay.

O preço de obras de Banksy subiu muito no último ano pelo mistério sobre sua identidade e por sua freqüência na mídia. Uma obra do artista encomendada para ser capa do álbum da banda britânica Blur foi vendida por mais de US$ 560 mil em um leilão em 2007.

Aviso

A subprefeitura de Hackney precisava da autorização da proprietária para remover o mural porque a obra estava pintada em uma propriedade privada. A subprefeitura afirmou que enviou cartas para Attrill, mas para um endereço antigo, onde ela morou há 25 anos.

Como não recebeu nenhuma resposta da proprietária, a subprefeitura foi em frente na decisão de pintar sobre o painel.

"Devido a um problema com o registro de imóveis, infelizmente nossas cartas sobre a intenção de pintar sobre o mural não chegaram à proprietária", disse Alan Liang, functionário da subprefeitura de Hackney.

Segundo ele, assim que souberam do engano, a pintura foi interrompida. "Estamos conversando com a proprietária sobre a melhor maneira de resolver a questão", afirmou.

A subprefeitura informou ainda que não "está em posição de julgar se grafite é arte".

De acordo com Attrill, ela não está não estava interessada no potencial lucro que poderia ter com a obra de Banksy. "Nunca quis fazer dinheiro como muitas pessoas querem - mas o mural era parte de nossas vidas e agora não existe mais", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.