'Suba a bordo' vira símbolo de indignação com naufrágio na Itália

Frase proferida por chefe da capitania dos portos a comandante que abandonou navio vira hit na web e ganha camiseta

iG São Paulo |

A frase "Vada a bordo, cazzo" (Suba a bordo, cazzo), proferida pelo chefe da capitania dos portos de Livorno Gregorio De Falco durante um enfurecido diálogo com o comandante do navio naufragado Costa Concordia, virou hit na web e ganhou até uma camiseta vendida por uma loja na internet.

Saiba mais: Veja perfil de Gregorio De Falco

Uma ligação telefônica entre Francesco Schettino , que fugia do acidente por volta das 23h30 local em um bote salva-vidas, e De Falco, que, taxativamente, ordenava seu retorno ao navio para coordenar a retirada dos tripulantes e passageiros, foi revelada pela imprensa na terça-feira.

Durante a conversa, De Falco fica nervoso ao perceber que Schettino, que dizia o tempo todo estar no comando da embarcação, deixou o navio enquanto passageiros e tripulantes ainda tentavam se salvar. "Você se salvou do mar, mas eu vou assegurar que você tenha problemas. Suba a bordo, cazzo", bradou De Faro.

Schettino cumpre prisão domiciliar e é acusado de homicídio culposo múltiplo (sem intenção de matar), naufrágio e abandono do navio, crimes pelos quais pode ser condenado a até 15 anos. Ele reiterou que não abandonou o navio após o tombamento. Em seu depoimento, Schettino disse que foi lançado ao mar em algum momento depois do choque e não conseguiu voltar à embarcação pelo fato de ela ter ficado em um ângulo de 90º após a colisão.

A loja na internet Lipsia Design, que vende uma camiseta com a frase a 12,90 euros (R$ 29,45) diz que "Vá a bordo, cazzo" não é só uma ordem, mas "uma frase símbolo daqueles que, nesse país, não querem se render às dificuldades. Que apesar de tudo continuam a fazer seu dever". "Essas são as palavras que cada um de nós, pelo menos uma vez na vida, já quis gritar na cara de alguém", continua.

Usuários do Twitter criaram a hashtag #vadaabordocazzo para se referir não só a Schettino ou ao naufrágio do Costa Concordia na rede de microblogs, mas também como um bordão a ser utilizado em qualquer situação. "Clamoroso ato de força da bolsa, que vai bem, ignorando as agências de rating: é motim #vadaabordocazzo", escreveu o perfil DeDominicisF.

Além do Twitter, a frase de De Falco ganhou espaço no Facebook, com mais de 18 mil perfis "curtindo" a página "Capitano Schettino, vada a bordo cazzo" (Capitão Schettino, vai a bordo, cazzo).

Ouça o diálogo entre Schettino e De Falco:

    Leia tudo sobre: naviocosta concordiacruzeiroitálianaufrágioschettinode falco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG