Strauss-Kahn saúda compromisso da Europa com FMI

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, saudou nesta sexta-feira o compromisso da União Europeia de aumentar para 125 bilhões de euros sua contribuição para reforçar o capital da instituição.

AFP |

"Trata-se de uma contribuição vital para o objetivo fixado este ano pelo G20 e o Conselho de Administração do FMI de aumentar em 500 bilhões de dólares os recursos do Fundo", disse Strauss-Kahn em um comunicado divulgado em Washington.

"Como os demais estados membros que desbloquearam fundos, a União Europeia mostrou sua liderança e seu compromisso em manter a estabilidade dos mercados e das economias mediante uma abordagem multilateral, permitindo ao Fundo dispor de recursos suficientes para cumprir sua missão e responder às necessidades dos estados membros".

Os países da UE decidiram na quarta-feira, em Bruxelas, responder positivamente a um pedido de Alemanha e França no sentido de elevar a contribuição adicional ao FMI ao total de 125 bilhões de euros.

Até o momento, os países da UE tinham um compromisso de conceder ao FMI a quantia adicional de 75 bilhões de euros.

sl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG