Dois terços das lojas Starbucks na China retiraram o leite do cardápio, depois da descoberta de que um dos principais fornecedores da rede de cafeterias estava vinculado ao escândalo do leite adulterado com melamina, anunciou a empresa nesta sexta-feira.

A decisão foi tomada como precaução, ante o temor dos clientes sobre a qualidade do leite servido pela rede americana, anunciou a porta-voz da Starbucks em Xangai, Caren Li.

O governo chinês ordenou a retirada das prateleiras de muitos produtos lácteos depois que as autoridades revelaram que a melamina - um produto industrial químico tóxico que inicialmente se acreditava ter sido agregado apenas ao leite em pó - também foi detectada no leite líquido, em iogurtes e sorvetes.

jqf-dd-kma/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.