Starbucks anuncia fechamento de mais 500 lojas

A rede americana Starbucks anunciou planos para fechar mais 500 lojas nos Estados Unidos, além do fechamento de outras cem já anunciado anteriormente. Até 12 mil postos de trabalho deixarão de existir, mas a empresa disse que tentará acomodar os funcionários afetados em outras lojas.

BBC Brasil |

O número representa 7% da força de trabalho global da empresa, que já tinha anunciado anteriormente o fechamento de cem lojas.

Apesar de estar fechando lojas que apresentam um desempenho pior do que o esperado, a empresa ainda pretende abrir novas lojas nos Estados Unidos. O número de novas aberturas, no entanto, caiu de 250 para 200.

O fechamento acontece, em parte, porque a rede havia inaugurado lojas demasiadas em áreas que vêm sendo duramente afetadas pela crise no mercado imobiliário, como a Flórida.

Cerca de 70% das lojas que serão fechadas têm estado em funcionamento apenas desde 2006.

A empresa tem sido afetada pelo fato de que muitos consumidores americanos começaram a sentir os efeitos da crise econômica e tiveram que cortar gastos com o cafezinho.

A Starbucks disse que está fechando lojas que não são lucrativas no momento ou que passariam por dificuldades com o agravamento da situação econômica.

"Isso faz com que a nossa decisão de fechar as lojas seja muito difícil, já que estamos causando problemas a pessoas que têm trabalhado duro para oferecer um serviço de alta qualidade para nossos clientes", disse o presidente da empresa, Howard Schultz.

"Ao mesmo tempo, nós reconhecmos que é necessário tomar decisões para melhorar o nosso desempenho nos Estados Unidos", completou.

Depois do anúncio, as ações da Starbucks subiram 6% em negociações realizadas online após o fehcmaneto do pregão do Nasdaq.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG