Sri Lanka: 165.000 civis estão ameaçados de fome extra (guerrilha)

A guerrilha tâmil do Sri Lanka, encurralada no nordeste da ilha, advertiu neste sábado contra o risco de fome extrema de 165.000 civis, que estão vivendo na zona de conflito, e comparou a situação humanitária à de Darfur.

AFP |

"A fome é iminente para 165.000 pessoas que vivem nesta região devido á escassez de alimentos e ao bloqueio dos abastecimentos pelo governo do Sri Lanka", declaram os Tigres de Libertação do Eelam Tamil (LTTE) em um comunicado.

A ONU avaliou em 95.000 o número de habitante tâmeis que fugiram da zona de guerra desde segunda-feira, quando começou um êxodo em massa. Quase 50.000 ainda estão na zona sob controle dos Tigres, segundo as Nações Unidas.

O exército do Sri Lanka afirmou por sua vez que há 15.000 civis na zona de conflito, que estão sendo utilizados como "escudos humanos" pela guerrilha. e afirmou estar trabalhando na "maior operação do mundo de libertação de reféns".

mg-nr/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG