Spam causa poluição equivalente a 3,1 milhões de carros, diz empresa

Londres, 14 abr (EFE).- Os e-mails não desejados, conhecidos popularmente como spam, são capazes de gerar uma poluição equivalente à originada por 3,1 milhões de veículos, segundo um estudo elaborado pela empresa de informática McAfee.

EFE |

O relatório revelou que, em todo o mundo, o envio de spam consome uma energia equivalente a 33 bilhões de quilowatts por hora ao longo de um ano. Esta quantidade seria suficiente para abastecer 2,4 milhões de casas.

Segundo o estudo, toda esta energia não é aproveitada, já que 80% do spam são ignorados ou apagados pelos internautas.

Para a empresa, os filtros de combate ao lixo eletrônico teriam a capacidade de promover uma redução das emissões de dióxido de carbono equivalente à retirada de milhões de carros das ruas de todo o planeta.

O vice-presidente de desenvolvimento de produtos de McAfee, Jeff Green, ressaltou a necessidade de se acabar com o spam "desde sua origem".

"Este tipo de medida permitiria a economia de tempo e dinheiro, e pagaria uma grande dívida ao planeta com a redução das emissões de gases poluentes", afirmou. EFE avh/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG