Soros doa US$ 1 milhão para campanha de legalização da maconha

Megainvestidor, dono da 35ª maior fortuna do mundo, apoia proposta que será votada na Califórnia, na próxima terça-feira

Aline Cury Zampieri, iG São Paulo |

AFP
George Soros durante encontro na Eslováquia (20/10/2010)
O megainvestidor George Soros contribuiu nesta terça-feira com US$ 1 milhão para uma campanha pró-legalização da maconha na Califórnia, nos Estados Unidos. Na próxima terça-feira, dia 2 de novembro, o estado votará a chamada “proposta 19”, também conhecida como “Ato para regulação, controle e taxação da cannabis de 2010”.

Soros explicou em artigo no Wall Street Journal o porquê de sua defesa. Segundo ele, “nossas leis sobre maconha estão claramente fazendo mais mal do que bem” à sociedade. Ele acredita que a criminalização não impediu que a maconha se tornasse a substância ilegal mais usada nos Estados Unidos e em muitos outros países, mas sim resultou em “gastos extensos e conseqüências negativas”.

Finanças

Talvez um dos investidores mais famosos do mundo, George Soros nasceu em 1930, em Budapeste, na Hungria. Segundo informações de sua página oficial na internet, sua família escapou da perseguição aos judeus na segunda guerra mundial assumindo falsas identidades e se escondendo.

Ele deixou Budapeste aos 17 anos, a caminho da Inglaterra, e em Londres se graduou em economia, na famosa London School of Economics. Depois dos estudos, trabalhou como vendedor de bolsas e souvenires e, após várias tentativas de arranjar trabalho em finanças, acabou conseguindo uma vaga no Singer & Friedlander, banco mercantil comandado por dois amigos húngaros.

Em setembro de 1956 chegou aos Estados Unidos, em Nova York, com 26 anos, para trabalhar na corretora de Wall Street FM Mayer. Depois de passar por algumas outras firmas, montou seu próprio fundo, até hoje conhecido como Soros Fund, em 1973. Atualmente, o fundo é gerido por dois de seus filhos, e possui ativos de cerca de US$ 27 bilhões.

Segundo a edição 2010 da Forbes, Soros é o 35º homem mais rico do mundo, com uma fortuna de US$ 14 bilhões. Ele vive em Westchester, Nova York. 

    Leia tudo sobre: george sorosdoaçãomaconhacampanhaeuacalifórnia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG