Sônia Braga é mãe de Jessica Alba em sua volta ao cinema dos EUA

Nova York, 11 dez (EFE).- A atriz Sônia Braga será a mãe da americana Jessica Alba em um filme que acaba de ser rodado em Nova York e que representa o retorno da brasileira ao cinema dos Estados Unidos após vários anos de ausência.

EFE |

"Acabo de rodar 'An Invisible Sign of My Own', um filme em que sou enfermeira e na qual faço a mãe de Mona, personagem interpretada por Jessica Alba", disse em entrevista à Agência Efe a protagonista de filmes como "O beijo da mulher aranha" (1985) e "Dona Flor e seus dois maridos" (1976).

Aos 58 anos, a atriz, que já foi símbolo sexual do cinema e da televisão brasileiros durante anos, retorna assim à indústria americana, de onde saiu em 2006 para voltar ao mundo das novelas.

"Eu estava no Brasil muito calma, mas me chamaram para ser a mãe de Jessica Alba, portanto abri o apartamento que tenho em Nova York", explicou a atriz sobre o drama dirigido pela nova-iorquina Marilyn Agrelo, uma adaptação da novela homônima da escritora americana Aimee Bender.

A brasileira, que desconhece quando o filme chegará aos cinemas, assegurou que a rodagem aconteceu em Nova York durante novembro e explicou que se trata de um projeto diferente aos que Alba costuma protagonizar.

"Jessica é um amor de pessoa, uma mulher linda, divina, e assumiu um grande risco ao fazer este filme, onde não se fala da beleza exterior", disse Sônia Braga.

A atriz, que nos últimos anos apareceu em séries da televisão americana como "Sex in the City" e "CSI", pediu que "todas as pessoas que amam Jessica, uma mulher linda, que a ajudem a triunfar nesse filme, que seja um sucesso muito grande".

Sônia Brga deixou os EUA alegando que estava farta dos papéis que lhe ofereciam e pedindo que os estúdios criassem melhores personagens para os atores latinos, algo que ainda reivindica.

"Os latinos não têm muitos personagens para eles no cinema e somos nós quem mais dinheiro gastam em lazer, mas não podemos ver nossos ídolos", explicou a atriz.

A brasileira assegurou, além disso, que não pode dizer qual será seu próximo projeto cinematográfico, já que, segundo ela, os latinos seguem "com o mesmo problema". EFE dvg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG