Veja galeria de fotos" / Veja galeria de fotos" /

Sonda Phoenix envia fotos históricas de Marte

A sonda espacial Phoenix, que pousou em Marte no domingo, enviou à Nasa, a agência espacial americana, as primeiras fotos da missão, que registram uma área inexplorada do Planeta Vermelho - a planície ártica. A nave pousou no extremo norte de Marte depois de viajar mais de 680 milhões de quilômetros. http://ultimosegundo.ig.com.br///multimidia//galeria_de_fotos/2008/05/26/planeta_vermelho_97952.htmlVeja galeria de fotos

BBC Brasil |

O principal objetivo da missão é explorar o solo marciano para detectar possíveis depósitos de gelo e descobrir se o planeta seria capaz de abrigar formas de vida.

As imagens enviadas pela sonda mostram o sucesso do pouso e confirmam que os painéis solares da nave, responsáveis pela energia da nave, se desdobraram conforme planejado pela equipe responsável pela missão.

Segundo Peter Smith, principal investigador da missão, as fotografias feitas pela sonda espacial confirmam a expectativa da equipe.

"Vemos a falta de rochas que estávamos esperando e os polígonos que vimos do espaço. O que não encontramos foi gelo na superfície, mas acho que iremos encontrar abaixo da superfície. Tudo está correndo bem", afirmou Smith.

Sucesso
A equipe da Nasa monitorou cada etapa do pouso através de um sistema de rádio que usou o satélite Odyssey, em órbita ao redor de Marte, para transmitir as informações para a Terra.

A sonda entrou na atmosfera marciana a cerca de 21 mil km/h, e teve que realizar diversas manobras para pousar em segurança.

A nave usou um pára-quedas e usou propulsores para reduzir a velocidade até conseguir parar o veículo sobre as suas três pernas.

Os últimos sete minutos do longo percurso até Marte foram considerados os mais arriscados dos dez meses de viagem.

Possibilidade de vida
A sonda Phoenix irá iniciar sua missão de três meses nos próximos dias. A nave irá usar um braço mecânico para detectar possíveis depósitos de gelo.

"O principal objetivo da missão é descer abaixo da superfície do planeta, onde estamos quase certos de que há água", disse à BBC News Tom Pike, parte da equipe britânica envolvida com o projeto.

De acordo com ele, satélites que circundam Marte já observaram a superfície do planeta em detalhes e encontraram sinais de que há água congelada a cerca de 10 cm abaixo da superfície.

"A água tem uma importância crucial porque é um dos tijolos da construção - um dos habitats que precisamos para vida", disse.

Marte
O pouso em Marte é uma tarefa arriscada e complicada. Desde que a Rússia lançou a primeira missão, em 1960, o índice de sucesso de todas as missões foi de 50%.

Phoenix, o nome da atual missão - inglês para fênix, a ave mitológica que renascia de suas próprias cinzas - parece estar caindo como uma luva, tendo em vista que a missão nasceu de dois projetos fracassados.

Em setembro de 1999, a nave Mars Climate Orbiter caiu em Marte por causa de um erro de navigação.

Alguns meses depois, outra nave da Nasa, a Mars Polar Lander (MPL) foi perdida perto do Pólo Sul do planeta.

A Phoenix usa hardware de uma nave idêntica à MPL, a Mars Surveyor 2001 Lander, que foi abandonada depois dos dois fracassos.

A sonda Phoenix foi lançada no dia 4 de agosto de 2007, transportada por um foguete Delta II, de Cabo Canaveral, na Flórida.

    Leia tudo sobre: espaço

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG