Sonda LCROSS e seu foguete cairão sobre a Lua no mês que vem

WASHINGTON - A sonda LCROSS (sigla para Lunar Crater Observation and Sensing Satellite) da Nasa lançará no mês que vem a etapa superior de seu foguete Centauro sobre uma cratera da face oculta da Lua, informou hoje a agência espacial americana.

EFE |

Nasa
Ilustração sobre a missão espacial da LCROSS

Ilustração da missão espacial da LCROSS

A operação terá como objetivo provocar um impacto que levante uma nuvem de pó e rochas sobre a cratera Cabeus A que se encontra sobre uma região do polo sul e da face oculta da Lua.

A nuvem será cruzada pela sonda para analisar a composição de seus materiais e, especialmente, a possível presença de moléculas de água, antes de fazer seu próprio impacto na Lua, informou a Nasa.

Será o último ato da sonda após uma viagem de quase nove milhões de quilômetros pelo espaço, incluindo várias voltas na órbita da Terra e da Lua.

As duas colisões deverão acontecer uma após a outra, disse a Nasa após assinalar que a cratera foi escolhida como ponto ótimo para determinar se existe água em regiões próximas ao polo austral do satélite natural da Terra.

"A escolha de Cabeus A foi resultado de um ativo debate dentro de nossa comunidade científica o qual incluiu os últimos dados de observações desde a Terra assim como de outras missões lunares", incluindo a do Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), disse Anthony Colaprete, cientista da LCROSS.

"A equipe está ansiosa para ver os impactos e analisar a riqueza de informação que esta singular missão produzirá", acrescentou.

Mas os impactos do foguete e da sonda sobre a Lua não serão observados somente pelos cientistas encarregados da missão.

A nuvem será analisada também por telescópios de todo o mundo, incluindo os do Havaí, os do Novo México e Arizona, assim como o telescópio espacial Hubble e o orbitador lunar LRO.

"Estas observações múltiplas complementarão os dados da LCROSS e ajudarão a determinar se existe ou não água em forma de gelo na cratera Cabeus A", disse Jennifer Heldmann, no Laboratório Ames de Pesquisas da Nasa, na Califórnia.

Em um último relatório sobre a missão, seu diretor Daniel Andrews, informou hoje que a nave não tem problemas e tem combustível suficiente para completar todos seus objetivos.

A sonda LCROSS e o orbitador lunar foram lançados no dia 18 de junho deste ano a bordo de um foguete Atlas V a partir de Cabo Canaveral (Flórida).

"A equipe da LCROSS esteve se preparando desde então para este objetivo final e esperamos ansiosos o dia 9 de outubro", indicou Andrews.

Leia mais sobre LCROSS

    Leia tudo sobre: estados unidosluanasa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG