Washington, 22 jun (EFE).- A sonda espacial Mars Odyssey concluiu o ajuste de sua órbita em torno de Marte para observar o lado ensolarado do planeta no meio da tarde, e não no começo da noite, o que lhe permitirá melhorar a busca por minerais, informou hoje o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa.

"A manobra foi realizada exatamente como se tinha previsto.

Estamos utilizando a nave de uma nova forma", afirmou Gaylon Smith, diretor da missão.

A mudança da órbita sincrônica aumentará a sensibilidade na Câmera de Emissão Termal da Mars Odyssey para realizar uma busca mais precisa de minerais no planeta, disse o JPL em comunicado.

Nos primeiros anos de operação em torno do planeta vermelho, a cápsula se manteve em uma órbita sincrônica determinada tanto para a busca de minerais como para as operações dos outros instrumentos a bordo, acrescentou.

Mas agora, a sonda ficou em uma órbita que lhe permite observar o solo marciano em um momento em que está mais quente e há mais energia termal detectada pelos sensores infravermelhos da câmera, explicou Jeffrey Plaut, cientista da Mars Odyssey no JPL.

A mudança de órbita foi sugerida pelos cientistas do laboratório na segunda extensão de dois anos da missão da sonda, no ano passado.

EFE ojl/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.