Washington, 27 jun (EFE).- A sonda Cassini, um projeto conjunto da Nasa e da Agência Espacial Européia, finalizará na segunda-feira uma missão de estudo enviada a Saturno e continuará sua longa viagem na busca de duas misteriosas luas do planeta: Titan e Enceladus.

O novo deslocamento da sonda durará dois anos e estará centrado principalmente na Enceladus, uma lua que pareceria ter um ambiente habitável similar ao da Terra, informou hoje o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL).

Ao divulgar as novas tarefas da sonda os cientistas da Nasa disseram que durante quatro anos cumpriu a Cassini cumpriu amplamente sua missão.

"Tivemos uma missão maravilhosa e muito agitada no que se refere a descobertas científicas", disse Bob Mitchell, diretor do programa da Cassini no JPL.

"Estamos muito orgulhos de ter completado todos os objetivos que prevemos antes do lançamento. Acabamos com velhas dúvidas e criamos outras. A viagem continua", acrescentou.

Durante sua nova missão, a Cassini observará as mudanças estacionais em ambas as luas, explorará a magnetosfera de Saturno e observará a geometria especial desses anéis durante o equinócio do planeta, em agosto de 2009.

A sonda partiu do Cabo Canaveral (Flórida) para Saturno em 15 de outubro de 1997 e em sua viagem rumo ao planeta percorreu 3,5 bilhões de quilômetros.

Segundo o JPL, a Cassini entrou na órbita de Saturno em 30 de junho de 2004 e começou quase imediatamente a transmitir "assombrosos" dados sobre os anéis.

A nave leva a bordo 12 instrumentos científicos que funcionam com a energia de três geradores termoelétricos radioisotópicos, acrescentou a fonte. EFE ojl/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.