Somália enfrenta pior seca da década, diz ONU

A Somália está enfrentando a pior seca dos últimos dez anos, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU). Análises por satélite do solo e do índice pluviométrico do país mostraram a gravidade da seca, disse em Genebra o coordenador humanitário da ONU para a Somália, Mark Bowden.

BBC Brasil |

O coordenador disse que cerca de 3,2 milhões de pessoas precisam de ajuda no país e que a assistência humanitária à Somália precisa começar "a aumentar dramaticamente".

"Aproximadamente 45% da população está sofrendo de subnutrição moderada", afirmou Bowden. Além disso, em partes do centro e sul da Somália, 24% das crianças com menos de cinco anos sofrem de subnutrição grave, disse ele.

O fato de o gado estar morrendo devido à falta de água e isto estaria contribuindo para o problema da subnutrição da população.

Cerca de 1,1 milhão de somalis tiveram que abandonar suas casas devido ao conflito que atinge o país nos últimos anos.

Desde o final de semana milhares de civis fugiram dos combates entre militantes islâmicos e tropas do governo na capital, Mogadíscio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG