Solução para crise no Irã é ouvir Khamenei, diz ex-presidente

Teerã, 20 jan (EFE).- O ex-presidente do Irã Ali Akbar Hashemi Rafsanjani, um dos homens mais influentes do país, afirma que a solução da crise que o país atravessa passa por ouvir os conselhos do líder supremo, aiatolá Ali Khamenei, respeitar a lei e evitar o radicalismo.

EFE |

"O principal problema é o radicalismo de todas as partes, bom e ruim,", afirmou Rafsanjani, citado hoje pelo diário pró-reformista "Etemad".

O ex-presidente, que comanda hoje a influente Assembleia de Especialistas, reiterou que o Islã, a revolução e o sistema da República Islâmica devem encontrar soluções para o problema do país.

"Ater-se à declaração do líder supremo sobre a necessidade de respeitar a lei, assim como evitar o individualismo, podem servir para solucionar os problemas", disse Rafsanjani perante um grupo de clérigos pró-reformistas.

O Irã está imerso em uma grave crise política e social que divide o país desde que, em 13 de junho, o presidente Mahmoud Ahmadinejad foi reeleito. A oposição diz que houve uma fraude maciça no pleito.

EFE jm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG