Soldados zimbabuanos mataram um militante do antigo partido de oposição Movimento pela Mudança Democrática (MDC), pelo fato deste ouvir uma canção considerada caluniosa em relação ao presidente Robert Mugabe, informou o MDC.

"Godknows Dzoro Mtshakazi bebia cerveja com amigos quando soldados de uma base militar próxima chegaram para repreendê-los por escutar um álbum muito popular do MDC chamado 'Nharembozha' (telefone celular)", afirma um comunicado do partido.

"Os militares os agrediram no bar, sob a acusação de que estimulam o ódio dentro da comunidade", acrescenta a nota do primeiro-ministro Morgan Tsvangirai.

O fato ocorreu no dia 30 de agosto em Shurugwi, cidade 355 km ao sudoeste da capital Harare. A polícia abriu uma investigação.

Em agosto, um deputado do MDC, Stewart Garadhi, foi detido por várias horas pelo mesmo motivo.

Desde a histórica derrota do regime de Mugabe nas eleições legislativas de março de 2008, o Zimbábue é cenário de uma escalada de violência política.

A violência prossegue, atualmente em menor grau, apesar da posse em fevereiro de um governo de união nacional dirigido por Tsvangirai.

str-gm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.