Jerusalém - Soldados israelenses mataram a tiros um adolescente palestino de 14 anos que lançou vários coquetéis molotov contra um posto de vigilância de uma colônia judia na Cisjordânia, informou hoje a Efe um porta-voz do Exército israelense.

O incidente aconteceu na segunda-feira, por volta das 17h de Brasília, nos arredores do assentamento de Beit El, ao norte de Jerusalém.

O menor, "junto com um grupo de outros dois ou três palestinos, lançou várias bombas de fogo ou coquetéis molotov contra um posto das Forças de Defesa de Israel na comunidade israelense de Beit El", disse o porta-voz militar, que explicou que a comunidade está situada em território palestino.

"Os soldados dispararam contra ele e reconheceram", indicou o porta-voz, que acrescentou que os militares ofereceram os primeiros socorros ao jovem e lhe transferiram ao hospital Hadassah de Jerusalém, onde morreu pouco depois.

O fato foi seguido por enfrentamentos entre os soldados israelenses e os palestinos do vilarejo próximo, Jilazun, nos quais cinco palestinos ficaram feridos, segundo informa o site do jornal israelense Yedioth Ahronoth.

Leia mais sobre: Israel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.