Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Soldados israelenses matam egípcio que cruzou fronteira irregularmente

Cairo, 22 mai (EFE).- Um cidadão egípcio foi assassinado hoje por guardas israelenses após atravessar irregularmente a fronteira na região de Hoya, 70 quilômetros ao sul de Rafah, cidade fronteiriça entre Egito e Israel, informaram fontes da segurança egípcia.

EFE |

As fontes explicaram que Aish Suleiman, de 32 anos, invadiu território do Estado judeu na madrugada de hoje, o que motivou os disparos dos soldados israelenses.

Posteriormente, os militares entregaram o corpo da vítima às autoridades egípcias. No entanto, não detalharam as razões pelas quais Suleiman decidiu cruzar a fronteira.

O dirigente político Mustafa Singer, membro do partido opositor e esquerdista Tagamu em Al-Arish, capital do norte do Sinai, explicou à Agência Efe que, segundo testemunhas, o cidadão, um beduíno, foi morto em território egípcio, e não em solo israelense. EFE ju-jfu/fr

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG