Um ativista palestino foi ferido e capturado durante uma incursão de uma unidade israelense na noite desta segunda-feira, no campo de refugiados de Balata, em Nablus, norte da Cisjordânia, anunciaram fontes palestinas de segurança.

Mohammed Kenan, de 27 anos, foi detido por uma "unidade especial" israelense que operava à paisana, no momento em que tomava um veículo para retornar à prisão da Autoridade Palestina, onde tinha a obrigação de dormir todas as noite.

Segundo testemunhas, Kenan estava armado com uma pistola.

Kenan é um dos dirigentes locais das Brigadas dos Mártires de Al Aqsa, grupo armado ligado ao movimento Fatah, do presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas.

ms/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.