Soldados da RDC repelem ataque de rebeldes ugandenses

Kinshasa, 2 nov (EFE).- Soldados governamentais da República Democrática do Congo (RDC) rechaçaram um ataque de guerrilheiros ugandenses do Exército de Resistência do Senhor (LRA) e mataram nove rebeldes no extremo nordeste do país, informou hoje a missão das Nações Unidas no país (Monuc).

EFE |

Segundo a Monuc, entre 30 e 50 guerrilheiros do LRA atacaram a cidade de Dungu, perto da fronteira com o Sudão, o que fez se mobilizar os soldados congoleses, que responderam à agressão.

O LRA, um grupo rebelde ugandense que realizou diversos ataques no norte da RDC, tem acampamentos no sul do Sudão e também instalou algumas bases em território congolês, segundo a ONU.

De acordo com a Monuc, o ataque do LRA também provocou que milhares de pessoas fugissem de suas casas.

O fato acontece no momento em que no leste da RDC mais de 200 mil pessoas tiveram que fugir de suas casas desde a semana passada devido a uma ofensiva dos rebeldes do Congresso Nacional para a Defesa do Povo (CNDP), liderada por Laurent Nkunda.

Cerca de 1,2 milhão dos seis milhões de habitantes da província oriental congolesa de Kivu Norte se encontram deslocados e as organizações humanitárias temem uma possível crise humanitária. EFE jo/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG