Soldados brasileiros são acusados de invadir território paraguaio

Assunção, 19 nov (EFE) - Cerca de 30 militares brasileiros, apoiados por tanques e veículos de artilharia, entraram hoje em território paraguaio durante uma operação de controle de fronteira, denunciaram hoje as autoridades do Paraguai.

EFE |

O fato aconteceu em Palmeirinha (MS), que faz divisa com o departamento paraguaio de Canindeyú, no leste, informou a Polícia Nacional em comunicado.

"Um grupo de aproximadamente 30 soldados da 17ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, com sede na cidade de Amambái do estado de Mato Grosso do Sul, com dois tanques de guerra e duas caminhonetes, a cargo do capitão Pedro Porto, entraram em território paraguaio", indica o texto.

O local está situado "à entrada do distrito de La Paloma del Espíritu Santo, linha fronteiriça com o Brasil, distante cerca de 14 quilômetros do aeroporto de Salto del Guairá", segundo o relatório.

O comunicado, assinado pelo chefe de Polícia de Canindeyú, Miguel Oxilio Cardozo, indica que o responsável da Subcomissariado Primeiro, comissário Héctor Ramón Amarilla, foi imediatamente ao local ao ter conhecimento do ocorrido.

O texto acrescenta que o capitão brasileiro explicou que estavam realizando controles rotineiros na linha fronteiriça e que, ao ser advertido de que "estavam em território paraguaio, pediu desculpas, alegando ter ingressado por desconhecimento".

O militar brasileiro também se desculpou com o coronel paraguaio Pastor Ferrerira, comandante do batalhão de fronteira RC4 Acá Carayá, antes que as tropas voltassem a território brasileiro, detalha o relatório. EFE lb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG