Porto Príncipe, 12 abr (EFE).- Um policial nigeriano da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) morreu hoje por causa de um tiro em Porto Príncipe, em meio à tensão no país devido às manifestações violentas ocasionadas pelo alto custo dos alimentos, informou a imprensa local.

As fontes disseram que o soldado, que não foi identificado, estava à paisana e que o fato ocorreu perto da catedral, no centro da capital haitiana, em circunstâncias não esclarecidas.

Uma fonte da Minustah consultada pela Efe não confirmou a morte do soldado, mas disse que a missão está avaliando a situação de tensão que reinou hoje em Porto Príncipe.

A imprensa local informou que algumas instalações do comércio informal situadas no centro da capital foram incendiadas por desconhecidos.

Comerciantes estimaram que os incêndios ocorreram em represália pela morte do soldado. EFE gp/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.