Soldado iraquiano morre em ataque em Ninawa

Bagdá, 31 ago (EFE) - Um soldado iraquiano morreu hoje em um ataque no oeste de Bagdá, enquanto o chefe das operações de segurança da província de Ninawa, no norte do Iraque, escapou sem ferimentos de uma tentativa de assassinato.

EFE |

Segundo fontes do Ministério de Interior iraquiano, o militar morreu após ser baleado por um franco-atirador na praça de Al-Urdun, no oeste da capital do país.

Após o ataque, forças de segurança cercaram a zona em uma tentativa de prender o atirador, indicaram as fontes.

Além disso, três pessoas ficaram feridas por um grupo de homens que dispararam contra uma companhia de telefones sem fios, no bairro de Al-Mansur, no oeste de Bagdá.

Por outra parte, patrulhas policiais encontraram os corpos de duas pessoas torturadas e assassinadas a tiros na capital iraquiana.

No norte de Mossul, 440 quilômetros ao norte de Bagdá, o chefe das operações de segurança de Ninawa, general Riad Jalal Tawfiq, escapou ileso de uma tentativa de assassinato cometida com uma bomba que explodiu quando o veículo no qual estava passava pelo local.

Fontes policiais de Mossul afirmaram que três civis ficaram feridos no ataque.

Tawfiq realizava uma ronda de inspeção às unidades militares desdobradas na cidade no marco do plano de segurança que entrou em vigor em Ninawa há pouco mais de um mês para pôr fim aos ataques e atentados da rede terrorista Al Qaeda. EFE am/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG