Soldado dos EUA e 12 talibãs morrem em combate no Afeganistão

Cabul, 27 ago (EFE).- Pelo menos um soldado americano da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e 12 insurgentes morreram em um confronto registrado em uma clínica do sudeste afegão, onde estava sendo tratado um suposto líder talibã, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Em comunicado, a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob comando da Otan, afirmou que as forças afegãs entraram ontem no centro médico para capturar o insurgente, que tinha ficado ferido em um combate no último dia 20, data em que aconteceram as eleições afegãs.

Os soldados afegãos foram atacados então e militares da Isaf se dirigiram ao edifício, situado na província de Paktika.

Segundo a Otan, após se assegurar de que na clínica não havia mais civis, um helicóptero Apache atacou o edifício e feriu o suposto líder talibã.

A Isaf admitiu a morte de um soldado americano durante os combates e informou sobre a detenção de sete insurgentes, mas não de vítimas fatais do lado talibã.

Consultado pela Agência Efe, o porta-voz do governador de Paktika disse hoje que o confronto causou a morte de 12 fundamentalistas.

A Otan divulgou hoje outro comunicado no qual informou da morte de mais um soldado americano sob seu comando em uma explosão que atingiu uma patrulha militar no sul do Afeganistão. EFE lo-amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG