Cairo, 14 fev (EFE).- Um soldado colombiano integrado em uma missão multinacional de paz da Península do Sinai morreu na quinta-feira à noite ao ser baleado em um incidente registrado na base de Al-Gorah, informaram hoje fontes oficiais.

O porta-voz no Cairo do contingente, Normand St. Pierre, disse à Agência Efe que além do soldado morto há outro militar colombiano ferido, mas que ele está sendo atendido em um hospital da unidade e se encontra estável.

St. Pierre acrescentou que o incidente aconteceu por volta de 20h30 (14h30 de Brasília) e envolveu soldados que faziam guarda na porta principal do contingente.

Não se sabe ainda se o tiroteio foi acidental ou se foi uma briga entre os militares que faziam guarda.

Um dos militares colombianos ficou gravemente ferido por arma de fogo e foi levado em helicóptero a um hospital de Israel, onde morreu às 22h40 (16h40 de Brasília).

A fonte acrescentou que o incidente "está sob investigação", mas não explicou a origem do tiroteio e também não forneceu a identidade nem a categoria das vítimas.

A Força Multinacional e de Observadores na Península do Sinai tem por missão supervisionar o cessar-fogo assinado entre Egito e Israel em 1979.

Ela é formada por soldados de 11 países: Austrália, Canadá, Colômbia, Estados Unidos, Fiji, França, Hungria, Itália, Nova Zelândia, Noruega e Uruguai. EFE ag/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.