Soldado britânico sobrevive a tiro que atravessou capacete

Um soldado britânico sobreviveu a um tiro que perfurou e atravessou seu capacete, passando a 2mm de sua cabeça, durante uma operação no Afeganistão. O soldado Leon Willy Wilson, 32 anos, de Manchester, foi apontado por chefes do setor de defesa como oficialmente o homem mais sortudo do Exército britânico.

BBC Brasil |

O Ministério da Defesa britânico informou que Wilson, que tem três filhos, estava operando uma metralhadora durante um confronto contra o Talebã na província de Helmand quando foi atingido por uma bala de 7,62 milímetros de um AK47.

"Tirei meu dedo do gatilho quando (a bala) atingiu meu capacete", disse Wilson. "(O impacto) me tirou de minha posição, caí de costas. Estava com os olhos fechados."
Wilson perguntou para um colega se tinha sido atingido.

"Ele me olhava espantado, falando palavrões, e disse 'sim'", afirmou. "Fiquei chocado, mas não há muito o que se possa fazer a não ser continuar com o trabalho."
"O paramédico parecia angustiado - acho que ninguém queria tirar meu capacete", afirmou o soldado.

Wilson usava um capacete Mark 6a, fabricado com várias camadas de blindagem do tipo Kevlar.

O soldado não sofreu sequer um arranhão e uma hora depois do incidente já estava de volta ao trabalho, ajudando em uma operação que resultou, segundo o Exército britânico, na descoberta, desmantelamento e destruição de uma fábrica de bombas.

"Pode ter sido a sorte que salvou o soldado Wilson, mas foi a coragem que o colocou de volta a um telhado depois de uma hora para continuar lutando junto com os soldados afegãos", afirmou o comandante da Força Tarefa de Helmand, brigadeiro Tim Radford.


Leia mais sobre soldado britânico

    Leia tudo sobre: soldado britânico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG