Soldado americano é detido por tiroteio que matou 5 no Iraque

Bagdá, 11 mai (EFE).- Um soldado americano no Iraque foi detido por suposto envolvimento na morte de cinco militares também dos Estados Unidos durante um tiroteio registrado hoje em uma base, disseram fontes oficiais.

EFE |

O tiroteio aconteceu na base militar Liberty, situada perto de um aeroporto da capital iraquiana.

Um primeiro comunicado da força internacional destacada no Iraque e liderada pelos EUA informou sobre a morte de cinco soldados americanos por volta das 14h (8h, Brasília).

Depois, o Pentágono informou que um soldado americano tinha sido detido por suspeita de estar vinculado ao tiroteio.

O porta-voz do Pentágono Bryan Whitman, segundo uma nota publica na internet, qualificou o tiroteio de um "evento trágico e inesperado" e disse que o incidente estava sendo investigado.

Para o coronel John Robinson, porta-voz da força multinacional e citado também pelo Pentágono, o tiroteio é uma "tragédia terrível".

Até hoje, 4,292 mil soldados dos EUA morreram em território iraquiano desde o início da invasão, em março de 2003.

Em 10 de abril, outros cinco soldados americanos morreram quando um suicida conseguiu burlar a segurança e entrar com um caminhão com explosivos dentro de uma base militar conjunta dos Estados Unidos e do Exército iraquiano. EFE ah/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG