Soldado americano acusado pelo assassinato de cinco companheiros

O soldado americano suspeito de ter matado na segunda-feira cinco companheiros em uma base militar de Bagdá foi indiciado por assassinato, anunciou o porta-voz do Exército dos Estados Unidos no Iraque, general David Perkins.

AFP |

Além das cinco acusações de assassinato, o sargento John M. Russell foi indiciado por agressão com agravante.

Cinco soldados americanos foram assassinados na segunda-feira em um hospital para militares traumatizados pela guerra, em uma base de Bagdá.

Três soldados foram feridos.

Esta não é a primeira vez que um soldado americano abre fogo contra os colegas no Iraque. O Exército dos Estados Unidos chama este tipo de incidente "morte não vinculada ao combate", termos que envolvem tanto os acidentes domésticos como os suicídios.

Nos últimos meses, as mortes não vinculadas ao combate aumentaram consideravelmente.

Em 14 de setembro de 2008, em uma base americana do sul de Bagdá, o sargento Joseph Bozicevich matou dois colegas. Segundo a imprensa americana, Bozicevich não suportava as críticas dos superiores.

bms-kat/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG