Solana espera resposta de Teerã a convite de diálogo

Washington, 15 abr (EFE).- O alto representante para Política Externa e Segurança Comum da União Europeia (UE), Javier Solana, disse hoje à Agência Efe que espera uma resposta nos próximos dias de Teerã ao convite para retomar o diálogo multilateral sobre o programa nuclear iraniano.

EFE |

"Tive o primeiro contato telefônico na segunda-feira de manhã com Teerã e vamos continuar em contato. Haverá, certamente, uma declaração de Teerã nos próximos dias respondendo à declaração que fizemos no dia 8 (de abril)", disse Solana, em visita aos Estados Unidos.

O grupo de negociações, integrado pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas (EUA, Reino Unido, China, França e Rússia) mais a Alemanha, expressou este mês seu interesse em iniciar uma nova rodada de negociações para colocar fim à estagnação nas conversas com Teerã.

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, confirmou, em 8 de abril, a intenção de seu país de participar dos próximos encontros "como um membro a mais, não só como um observador".

Com a rara exceção de julho do ano passado, o Governo do ex-presidente americano George W. Bush evitou enviar representantes a esse tipo de reunião.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, revelou hoje que seu Governo responderá com uma contraoferta ao convite ao diálogo feita pelo grupo de negociação.

Enquanto isso, Hillary reiterou hoje que Washington continua aberto ao diálogo com Teerã, mas deixou claro que os Estados Unidos não retiraram sua exigência de que o Irã renuncie a seu programa de enriquecimento de urânio.

"Não retiramos ou acrescentamos nenhuma condição", disse a secretária de Estado americana, que manteve uma reunião com Solana na qual discutiram o tema.

O chefe da diplomacia da UE disse que, "muito provavelmente", haverá uma reunião com Teerã no futuro, mas não quis prever quando poderia acontecer.

Solana se reuniu hoje com Hillary, dentro de uma visita de três dias que incluiu encontros com o presidente americano, Barack Obama, com o vice-presidente, Joe Biden, e com o chefe do Pentágono, Robert Gates.

A viagem de Solana aos EUA termina amanhã com um encontro, em Nova York, com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. EFE tb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG