Cairo, 30 ago (EFE).- O alto representante para Política Externa e Segurança Comum da União Europeia (UE), Javier Solana, expressou hoje sua esperança de que possa haver passos concretos a favor da paz no Oriente Médio antes da próxima Assembleia Geral da ONU, em duas semanas.

Assim destacou Solana em declarações reproduzidas pela imprensa síria, depois de se reunir, em Damasco, com o presidente sírio, Bashar al-Assad, na primeira etapa de uma viagem pela região que fechará no Cairo, na próxima quarta-feira.

"Estamos nos esforçando para que seja alcançada a retomada das negociações (de paz no Oriente Médio) e se consiga algo concreto antes da realização da Assembleia Geral da ONU", que começará em 15 de setembro, afirmou Solana.

"O mais importante é a retomada do processo de paz, e por isso todos nossos esforços, sejam da UE ou dos EUA, estão destinados a que se alcance o objetivo, e esperamos que seja conseguido isso em breve, antes da realização da Assembleia Geral da ONU", disse.

Fontes da delegação europeia disseram à Agência Efe por telefone que a retomada do processo de paz tinha sido um dos assuntos abordados por Solana, durante seu encontro com Assad.

De acordo com um comunicado presidencial divulgado pela agência oficial síria "Sana", em sua reunião, Solana e Assad trataram da necessidade de que se alcance no Oriente Médio uma paz justa e global.

A nota oficial acrescenta que também falaram sobre a situação no Iraque e "a importância de uma reconciliação nacional que permita alcançar a estabilidade e a segurança no Iraque", o que também beneficiaria a Síria, segundo Assad.

Solana tinha programado sair ainda hoje para a próxima etapa de sua viagem, Israel, onde se reunirá amanhã com o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu; com o presidente, Shimon Peres, com e membros do gabinete israelense e da oposição. EFE ag-aj/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.