Solana e líder egípcio se reúnem para coordenar esforços para acordo de paz

Cairo, 13 set (EFE) - O alto representante para Política Externa e Segurança Comum da União Européia (UE), Javier Solana, se reuniu hoje no Cairo com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, para coordenar esforços a fim de superar os obstáculos que impedem um acordo de paz entre palestinos e israelenses.

EFE |

Em entrevista coletiva na sede da Liga Árabe na capital egípcia, Solana explicou que seu objetivo é "intensificar a cooperação entre os países árabes e a UE para respaldar os esforços que levem a um acordo de paz".

Solana, que também se reuniu com o ministro de Exteriores egípcio, Ahmed Aboul Gheit, e com o secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, visitou o Egito, após viajar na sexta-feira a Israel e aos territórios palestinos em uma visita pela região.

O representante do bloco afirmou que o objetivo desta viagem é se informar da situação na zona antes de ir à Assembléia Geral da ONU, que começará na terça-feira.

Solana destacou a importância de coordenar posturas antes da reunião do Quarteto de Madri para o Oriente Médio - integrado por ONU, Estados Unidos, UE e Rússia- com alguns países árabes durante as reuniões da Assembléia.

"Não podemos nos deter no momento atual só nas negociações entre palestinos e israelenses, mas todas as partes envolvidas devem exercer o esforço máximo para propiciar a atmosfera adequada que leve ao acordo que todas as partes ambicionam", afirmou.

Solana mostrou um certo otimismo sobre a possibilidade de que se alcance algum progresso no processo de paz antes do final do ano.

Ele também destacou que o Oriente Médio será afetado na próxima fase por "eventos importantes, como os fatos internos em Israel e as eleições presidenciais nos EUA" de novembro.

Por sua vez, Moussa, que também participou da entrevista, afirmou que, embora "tenha diminuído o entusiasmo da parte européia, que caiu um pouco no retrocesso, na próxima etapa seremos testemunhas de uma reativação européia para compensar a ausência do papel dos EUA pelas eleições presidenciais".

O Egito foi a segunda escala da viagem de Solana, que amanhã irá para a Jordânia para se reunir com o rei Abdullah II, o primeiro-ministro jordaniano, Nader al-Dahabi, e o titular de Exteriores, Salah Eddin Bashir. EFE aj/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG