Software permite a robôs aprender a se mexer sozinhos

Cientistas da universidade de Leipzig, na Alemanha, desenvolveram um software para ser usado em robôs que os ensina a se movimentar por tentativa e erro. O software procura reproduzir o processo cerebral associado a esse aprendizado.

BBC Brasil |

Em simulações feitas em animação, um boneco representando um cachorro aprende a pular um pequeno muro, e outro com forma humana aprende a ficar em pé e a dar cambalhotas para trás.

A princípio os bonecos não se movem, mas aos poucos vão "explorando" sua capacidade de movimento.

"(O boneco de animação) é como um bebê recém-nascido - não conhece nada, mas tenta fazer movimentos que são naturais para seu corpo. Meia hora depois, já está rolando e pulando," explica o professor Ralf Der, do Instituto Max Planck de Matemática aplicada à Ciência, em Leipzig.

A tecnologia permite maior flexibilidade do que sistemas tradicionais de programação, em que os movimentos dos robôs são meticulosamente planejados para se adaptar a um espaço definido. O novo software permite que o comportamento do robô mude conforme muda o ambiente.

Por enquanto o sistema permite que se aprendam movimentos simples, como levantar-se, mas logo depois o robô os esquece.

Ralf Der e seus colegas estão trabalhando para criar uma memória de longo prazo, para que os robôs saibam o que fazer quando se encontram em situações já conhecidas.

    Leia tudo sobre: robótica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG