Software alemão identifica adolescentes com tendências homicidas

Berlim, 28 abr (EFE).- Um psicólogo alemão, especialista em casos de adolescentes que cometeram massacres em escolas, desenvolveu um software para a identificação preventiva de jovens com tendências as O programa criado por Jens Hoffmann, da Universidade Técnica de Darmstadt, já é usado em diversos colégios alemães e, segundo ele, permite detectar jovens potencialmente violentos de acordo com 32 fatores típicos de risco.

EFE |

"Um crime tão grave é sempre o final de um longo caminho que começa com humilhações, rupturas sociais e experiências de perda.

Com frequência, ainda ocorrem conflitos no colégio", explica Hoffmann em entrevista no número de maio da edição alemã da Reader's Digest antecipado hoje.

O especialista, que analisou 30 casos semelhantes no mundo todo, comenta que alguns sinais do possível perigo são "uma mudança no aspecto físico, simpatias abertas por outros jovens protagonistas de massacres em conversas com amigos ou comentários em fóruns de internet".

O fator que leva alguém a cometer um crime dessa envergadura -como Tim Kretschmer, que matou 15 pessoas em um colégio de Winnenden e um centro comercial de Weidlingen antes de se suicidar-, "pode ser algo considerado menor, como problemas amorosos", afirma.

EFE jcb/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG